Adicionado por em 2014-09-01

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Existem momentos tão encantadores que deviam ser registrados para sempre. A questão é que, de tão encantadores que são, qualquer tipo de registro é muito limitado para comportar toda sua beleza. São aqueles que é um privilégio ter vivido. Momentos mágicos em que nossa sensibilidade é mais do que tocada, é acariciada pela suavidade do belo. Como se a generosidade da vida nos mostrasse o que tem de mais bonita.

Nem sempre são momentos marcantes como do primeiro beijo no grande amor, o nascimento do filho, a realização de um sonho. Às vezes, são, e, até com mais frequência, em situações simples como um pôr do sol sobre um manto de água depois das primeiras chuvas, um ipê florido no Cerrado, o sorriso inocente de uma criança, o olhar de ternura de um idoso. O beijo carinhoso da mãe, o abraço afetuoso do pai. O gesto solidário de um amigo e por aí afora.

Sexta-feira, da semana passada, vivi um momento assim. Daqueles que preenchem e encantam a alma. Que nos tornam, ainda que por momentos, mais leves e esperançosos. Que de tão belos que são queremos compartilhar com outros para tentar repartir um pouquinho do encanto que vivemos.

Foi na quinta edição da comenda Alexandrino Garcia. O evento todo foi bonito homenageando empresas, instituições e pessoas que promovem o bem. Que beleza ver tanta gente boa fazendo o bem para tanta gente. Realmente uma noite memorável que me proporcionou um momento ainda mais especial, desses que a gente tem mais é que agradecer de tê-lo vivido: a fala do médico cirurgião Adib Domingos Jatene.

Ouvir uma celebridade que recebeu mais de 150 condecorações das mais diferentes partes do Brasil e do exterior; ex-ministro da Saúde, uma das maiores autoridades em cardiologia do mundo contar emocionado sua ligação afetiva com Uberlândia, a importância e valor da mãe em sua vida, a beleza do papel de sua esposa, o orgulho dos filhos, o reconhecimento aos mestres, a dedicação e amor à medicina, a pureza de seu propósito de vida, é uma dessas passagens que nos tocam. Ele realmente tem o dom de mexer com os corações. Não só clinicamente, mas sobretudo em nossas emoções.

Cada vez que vejo alguém como dr. Adib ter a postura que ele tem, aprendo mais sobre o que é ser humilde. Que é bem diferente de ser simples. Porque humilde de verdade, não é quem age sem vaidade, é quem tem muita sabedoria e a coloca para servir, não para demonstrar. Ele é um mestre que sempre passou lições maravilhosas. Pelo modo como age, pela forma como atua, pelas causas que defende e, agora, pela beleza de lições de vida que ele passa.

Que beleza de momento que vivi. Ele já tocou meu coração duas vezes. A primeira, quando me operou, em 1984, e agora quando ouvi trechos de sua história de vida. Que Deus me dê o privilégio dele tocar meu coração mais uma vez, me permitindo entrevistá-lo…

 

Publicada originalmente no Jornal Correio de Uberlândia no dia 30/08/2014.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário