Adicionado por em 2015-08-24

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 Alamanaque 9Criada há dez anos, iniciativa se desdobra em programa de televisão, revista e museu virtual.

 

Resgatar o orgulho dos habitantes pela cidade onde vivem. Esse é um dos objetivos dos meios de comunicação que levam a marca Uberlândia de Ontem e Sempre: um programa de televisão, que está completando dez anos; uma revista, lançada em 2011 e um museu virtual, no ar desde junho último.

A viabilização dos diferentes canais acontece graças ao incentivo da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e aos patrocínios da Algar, Hospital Santa Clara e Dreste Construtora. Os recursos remuneram os profissionais envolvidos e permitem que o registro da história da cidade esteja ao alcance de qualquer pessoa, em diferentes meios. As empresas do Grupo Algar foram as primeiras a apoiar a ideia.

Na próxima terça-feira, 25 de agosto, será lançada a nona edição do Almanaque Uberlândia de Ontem e Sempre, revista ilustrada que traz destaques como a chegada da energia na antiga São Pedro do Uberabinha, uma entrevista com a cantora Nalva Aguiar e a história do Hotel Presidente.

O evento para convidados, que será realizado no Clube Cajubá, vai também comemorar os dez anos do programa para televisão Uberlândia de Ontem e Sempre, veiculado atualmente no Canal da Gente. A primeira edição foi ao ar em 12 de agosto de 2005, apresentado por Paulo Henrique Petri, que permanece até hoje. As reportagens eram do jornalista Wallace Torres e a direção, de Celso Machado e João Gomes.

Durante o lançamento do Almanaque Uberlândia de Ontem e Sempre serão feitas homenagens a pessoas e empresas uberlandenses que marcaram a história da cidade. Entre elas, Praia Clube (acaba de completar 80 anos de vida), Refrigerantes do Triângulo (50 anos), Hospital Santa Genoveva (40 anos) e Revista Dystaks (30 anos). A cantora Nalva Aguiar é uma das convidadas do evento e também será homenageada.

A iniciativa de resgatar a história da cidade é do publicitário Celso Machado, que dirige a produtora de vídeo Close Comunicação, fundada nos anos de 1980. Pioneira na produção independente de televisão, ele foi responsável por produtos como Programa Close, Terra da Gente e Linha Aberta. Ao seu lado, contava com o experiente profissional João Gomes (já falecido). Em todos esses programas, havia conteúdo relacionado à história e memória de Uberlândia. Ao longo dos anos, esse acervo foi armazenado e, em 2006, surgiu a ideia da criação do Uberlândia de Ontem, Uberlândia de Sempre.

O Almanaque viria cinco anos depois, com o propósito de usar um meio de comunicação de maior duração, que é a revista. Recheada de memórias, histórias, fotos e fatos, ela circula duas vezes por ano, trazendo na capa os principais ícones da cidade.

O Museu Virtual Uberlândia de Ontem e Sempre é o filho mais novo da série. Ele reúne, na internet, vídeos que foram veiculados na televisão a partir do final dos anos de 1980 e fotos que ilustraram o Almanaque. Trata de cultura, artes, política, desenvolvimento urbano, patrimônio e muito mais. O acesso é universal, pelo endereço www.museuvirtualdeuberlandia.com.br. O site é atualizado semanalmente e em apenas dois meses no ar, contabiliza mais de 7,5 mil visualizações.

A próxima novidade, que deve ser apresentada no evento, é uma linha de produtos que carrega a marca Uberlândia de Ontem e Sempre. Foram desenvolvidas bolsas, nécessaires e outros acessórios com um tecido personalizado que utiliza imagens ícones da cidade. O objetivo é motivar nas pessoas o orgulho de ser uberlandense e viabilizar comercialmente a marca. Os recursos com a venda serão doados para o Hospital do Câncer.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário