Adicionado por em 2015-12-14

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

vasco_by_osnms-d3eiokhpor Celso Machado

Pra evitar mais irritação ainda a outros torcedores como eu, não vou dizer que dentre tantos tenho o defeito de ser vascaíno. Colocarei isso na lista de minhas características negativas.

No último domingo esse time de tantas glórias, o primeiro a ter um atleta negro na sua formação, tantas vezes campeão carioca, cinco vezes brasileiro, três sul americano, duas intercontinental conseguiu o feito de ser rebaixado pela terceira vez para a segunda divisão do futebol brasileiro. E no pequeno prazo de 8 anos.

Depois de um primeiro turno inesquecível, desses pra gente nunca mais lembrar, conseguiu uma recuperação a partir da quarta rodada da segunda etapa que chegou a ser impressionante. Trouxe de volta até a esperança de escapar da “degola”. Lembrou a manchete de um jornal sensacionalista “levou 5 tiros, felizmente só um foi fatal”.

Confesso que, ao contrário das outras duas, desta vez não fiquei aborrecido. Imagino que muitos outros vascaínos também não.

A arrogância do presidente, sua teimosia, o estilo de gestão centralizador que privilegia a malandragem e a provocação acabam por provocar um distanciamento em relação ao clube.

Não é fácil torcer para um time quando não damos conta de suportar quem o comanda.

Que chegou a jurar que se o time caísse iria andar nu na Siberia. Que pena que não tenha ido. E ficado. Acredito que grande parte da torcida desejava mais isso do que a permanência na primeira divisão.

A realidade é que o Vasco não perdeu dentro de campo, mas fora dele.

Não foram seus adversários que o derrotaram, foi ele que se perdeu.

O mais triste não é aguentar a gozação dos torcedores dos outros times e vê-lo de volta peregrinando por estádios acanhados, digladiando com adversários de menor expressão. É constatar que não consegue aprender com seus erros.

Na última vez, custou a subir para descer no ano seguinte.

Agora, depois de mais um vexame seu presidente vem a público assumir que toda a culpa pelo rebaixamento é exclusivamente sua.

Que é o único responsável pela queda do time para a segunda divisão é dele. Dele e do ex-presidente que deixou o Vasco numa situação financeira crítica. Quer dizer é dele, mas não é. Dá para aceitar um argumento assim?

Só mesmo alguém contraditório como Eurico Miranda é capaz de dizer e assumir que a culpa dele é do outro.

Lembra até de muitos dirigentes que temos no Brasil com responsabilidades bem maiores. Que ao invés de terem a humildade de reconhecer seus erros e procurar corrigi-los, preferem ficar apontando as falhas dos outros.

Como eles Eurico Miranda não para por aí. Diz que vai fazer uma limpeza no clube, demitindo 90% da estrutura de futebol.

Esquece que limpeza completa só é possível com a eliminação de toda sujeira.

E a maior dentro do Vasco é a presença dele na presidência do clube.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 12 DE DEZEMBRO DE 2015.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário