Adicionado por em 2016-07-05

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

lembrar_esquecerQue a vida é um paradoxo, penso que quase ninguém duvida. Basta prestarmos um pouco de atenção em tudo com que nos relacionamos. O que é bom em determinado momento, em outro é péssimo. O que cura também pode matar. O que faz bem pode passar a fazer mal. A verdade de ontem pode perder totalmente o sentido amanhã. O ídolo se tornar bandido. E por aí afora.

E nessa ambiguidade duas palavras de significado aparentemente opostos, podem nos passar aprendizados valiosos para seguirmos nossas jornadas com mais serenidade e leveza: lembrar e esquecer.

Como sempre, o grande desafio é saber usá-las adequadamente. A forma e o propósito com que as utilizamos.

Na medida que o tempo passa, não porque vamos necessariamente adquirindo mais sabedoria, mas principalmente porque exercemos com maior frequência nossa capacidade de avaliar, vamos discernindo aquilo que nos faz bem do que nos prejudica, aborrece, magoa e penaliza.

Essas duas palavras passam a ter um significado muito mais amplo que pode nos ajudar muito. Em todas as ocasiões, nas mais diferentes situações.

Como assim? Quando olhamos para o que estamos vivendo, o que temos, o que conseguimos, lembrar sempre de agradecer. Agradecer a quem nos ajudou, quem nos apoiou e apoia para chegarmos onde estamos. Até mesmo as pessoas ou circunstâncias que ao nos criar desafios e dificuldades, despertaram nossa criatividade e nos levaram a buscar alternativas novas. A lutar com mais força e garra por aquilo que desejamos. Acreditamos.

Lembrar dos momentos tocantes, das belezas que contemplamos, dos sabores que apreciamos. Daquilo que por ser especial não deve apagar nunca da nossa mente, da nossa memória, das nossas recordações.

As pessoas boas, que são tantas, que fazem ou fizeram parte da nossa vida.

E até por isso lembrar de coisas pequenas que parecem insignificantes mas que nos tocam e tocam quem gostamos. As saudações nas datas de aniversário, as palavras de elogio, os gestos de carinho, de atenção. De solidariedade e amizade. Os pequenos mimos.

Lembrar de rezar, seja que crença tivermos, porque orar nos faz enxergar por dentro, mergulhar na nossa essência, depurar nossa vaidade, arrogância e dominar nosso vício de julgar.

Nos traz mais perto daquilo que somos. Iguais aos outros. Até mesmo daqueles que contestamos e criticamos.

Lembrar de abençoar o sol, a chuva, o calor, o frio, o vento porque viver é um presente. Cada dia é uma benção, mesmo quando estamos aborrecidos ou tristes. Porque por mais que a gente goste e precise dormir, só despertos é que podemos realizar qualquer coisa, até mesmo nossos sonhos.

De reconhecer e corrigir nossos defeitos, sem se preocupar tanto em apontar os dos outros. Essas ocasiões em que somos capazes de aceitar nossos erros e equívocos, vão fazer toda diferença para nos tornar melhores. Mais abertos para aceitar, perdoar e desculpar quem falha, inclusive a nós mesmos.

Agradecer de coração quem a gente ama e quem nos ama. Aos amigos que temos e os amigos pra quem fazemos diferença. A quem nos permite falar e a quem devemos nos dedicar com a maior atenção em ouvir.

Ser grato até mesmo por aquilo que não temos mais, nossa juventude, saúde, outros bens, porque se tem alguma coisa que ninguém pode nos tirar, só nós mesmos, são nossas lembranças. A forma como recordamos delas cabe a cada um de nós decidir. E se perdemos é porque tivemos. Quem nunca teve perdeu muito mais, porque perdeu sem sequer chegar a ter tido. Ter experimentado.

A outra palavra que pode parecer oposta, mas se quisermos pode ser um sinônimo, é esquecer.

Esquecer o quê? Esquecer tudo que nos aborrece, chateia e incomoda.

Esquecer aquilo que não nos faz bem. Nem a quem a gente gosta e com quem convivemos. O que não nos acrescenta, pelo contrário nos diminui.

Esquecer principalmente mágoas, ressentimentos e tristezas.

Duas palavras tão simples, mas tão significativas. Pena que tem gente que vive infeliz porque faz exatamente o contrário. Lembram de tudo que as incomoda e esquecem aquilo que a vida lhes oferece de bom. Valorizam o que não tem ou perderam e subestimam o que conseguiram e conquistaram. Questão de escolha.

Por isso tem quem tem pouco e vive tão bem e quem tem muito e não sabe viver…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário