Adicionado por em 2015-08-03

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

por Ariane Bocamino

Quando o assunto é boneca de pano, a primeira imagem que vem a nossa mente é aquela boneca delicada, de vestido florido e que remete à infância de forma nostálgica. Mas, e se pudéssemos optar por uma boneca de pano para adultos? Foi esta a ideia da atriz Talita Valarelli, moradora do bairro Tabajaras, setor central de Uberlândia, que começou a criar suas bonecas, chamadas de Divas de Pano, motivada pela admiração por personalidades do mundo da música e do cinema e cujo nome homenageia mulheres que se destacaram no cenário mundial em diversas áreas.

Desde pequena, Talita teve afinidade com os tecidos, linhas e botões. Criada em cidade pequena e por influência das avós, que também costuravam, ela foi desenvolvendo o gosto pela atividade, que foi aprimorada no curso de Teatro da UFU. “No teatro, a gente atua em vários setores da peça, no figurino, no cenário; então, minha relação com a costura sempre esteve presente no meu dia a dia”, disse a atriz, que também se tornou artesã e empresária.

DE-BAIRRO-EM-BAIRRO1

Empresária, atriz e artesã, Talita Valarelli produz as bonecas, chamadas de Divas de Pano, inspiradas em personalidades da música e do cinema (Foto: Cleiton Borges)

O surgimento das Divas de Pano ocorreu em virtude da vontade de Talita – proprietária do negócio que envolve as bonecas e artesã responsável por fazê-las – presentear uma amiga que estava deixando Uberlândia. Esta mesma colega dividia o palco com Talita na peça “As difuntas”, e as personagens do elenco seriam duas das primeiras inspirações da atriz para colocar emoção e talento no tecido.

“Queria presentear de uma forma original, personalizada e criar as bonecas das nossas próprias personagens foi uma ideia que eu tive e deu certo”, afirmou a empresária e artesã. “De certa forma, foi também a semente das Divas de Pano sendo plantada, o início do que viria pela frente”, disse.

Além das bonecas “difuntas”, outro personagem ajudou a alavancar e concretizar a ideia das Divas de Pano: um “minion”, isso mesmo, um ser amarelinho e fofo do filme da Illumination/Universal. Também foi um presente para uma pessoa querida, mas que despertou o interesse de muitos outros adeptos da lembrancinha ou do presente personalizado.

“As pessoas começaram a me falar ‘Faz pra vender, faz pra vender.’ No início, fiquei um pouco receosa porque não sei vender, ficar indo atrás das pessoas, mas, a partir do momento que comecei a divulgar no Facebook, Instagram, começou a acontecer, as pessoas a me procurar, gostar do meu trabalho e, hoje, vivo das Divas”, disse Talita.

Nome homenageia mulheres que se destacaram

O nome Divas de Pano foi criado para nomear a primeira coleção das bonecas produzidas pela artesã Talita Valarelli, em homenagem às mulheres que se destacaram no cenário mundial em diversas áreas.
No apartamento da atriz, no bairro Tabajaras, setor central de Uberlândia, reparamos que algumas mulheres como Janis Joplin e Frida Kahlo a inspiram. No local, quadros, desenhos na parede e imagens revelam seu respeito por estas personagens. Um ambiente retrô, mesclado com a delicadeza dos tecidos, botões e linhas guardados em um pequeno ateliê, onde as bonecas ganham vida e riqueza de detalhes.

“Eu sou apaixonada pela Frida Kahlo. Como vocês podem ver nos quadros, eu amo a Frida. A primeira coleção de bonecas eu quis fazer sobre estas mulheres que abalaram o mundo cultural de alguma forma, sabe? Aí, eu fiz a Frida, a Bonequinha de Luxo, a Amy Whinehouse, e o nome (Divas de Pano) pegou de uma forma tão bacana que eu deixei o nome Divas não só pra coleção, como também para nomear o meu trabalho”, disse Talita Valarelli.

Expressões dos personagens são visíveis no tecido

As Divas de Pano se assemelham, de forma delicada e fiel, às personagens originais. São pequenos detalhes que conseguem transmitir essa sensação, como uma pinta, o penteado, determinado tipo de roupa, entre outros. É um desafio, que, segundo a artesã Talita Valarelli, é possível vencer a partir de uma pesquisa das características mais marcantes do personagem escolhido para ser representado na boneca de pano.

“Primeiro, faço uma pesquisa das principais características do personagem escolhido pra entender mais sobre ele e, assim, decidir quais destes traços vou passar pra boneca, porque como é tecido, não consigo fazer todos os detalhes”, disse a artesã.

Durante a nossa reportagem, Talita estava finalizando um ‘Divo de Pano’ (boneco de pano), o Goku, do Dragon Ball Z. Neste caso, o cabelo é bem diferente das outras divas e ‘divos’ já produzidos, o que mostra que cada encomenda é um desafio, em especial, porque o cliente gosta e conhece bem o personagem solicitado e, com isso, cria uma expectativa de semelhança muito grande.

“O rosto é a última parte que eu faço, e é o mais importante. É a parte que vai trazer para a boneca mais características que lembrem o personagem original. Então, é o momento que preciso de mais concentração. Desenho a lápis, primeiro, os traços faciais e, depois, vou dando acabamento”, afirmou Talita Valarelli.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 1 DE AGOSTO DE 2015.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Categoria:

De Bairro em Bairro

Deixe um Comentário