Adicionado por em 2015-10-26

por Ariane Bocamino

Durante este mês, dentre as ações envolvendo a Campanha Nacional Outubro Rosa, o movimento que promove a conscientização e prevenção do câncer de mama, está uma iniciativa popular que busca diagnosticar a doença também em animais. A Campanha Outubro Rosa Pet chegou a Uberlândia em 2014 e, neste ano, já tem mais adeptos. A intenção é oferecer informação aos proprietários e exames preventivos às cadelas e gatas para detectar a doença ainda em estágio inicial e assim ter mais chances de curar o animal.

Segundo a veterinária Sirlei Manzan, uma das ações preventivas mais eficientes para evitar o câncer de mama é a castração precoce. “São dados científicos, a cadela ou gata tem no máximo meio por cento de chance de desenvolver o câncer de mama se forem castradas antes do primeiro cio”, afirmou a veterinária.

outubro-rosa-pet-celso-ribeiro

Intenção é oferecer exames preventivos às cadelas e gatas para detectar a doença ainda em estágio inicial (Foto: Celso Ribeiro)

Considerado um procedimento simples, a castração nem sempre é uma opção procurada pelos proprietários por falta de informações. De acordo com Sirlei Manzan, alguns proprietários acreditam que a cadela vai engordar e ficar fraca. “Não é isso o que acontece. Dentro dos devidos cuidados e exames pré-operatórios, a cirurgia quase não oferece riscos ao animal e os benefícios para a saúde destas cadelas e gatas são comprovados”, afirmou.

O primeiro cio das cadelas acontece, em média, aos seis meses de idade e o ideal para a prevenção do câncer de mama é que ele ocorra antes deste período. Neste mês de outubro, algumas clínicas de Uberlândia oferecem, gratuitamente, a avaliação da cadeia mamária de cadelas e gatas.

Casal faz exames preventivos em cadela

Em uma clínica que participa da Campanha Outubro Rosa Pet em Uberlândia, estava o casal Lau Santangelo e Carlos Alberto Faria e a cachorra Nina. A cadela da raça yorshire está na família há cinco anos. “Antes de ganharmos a Nina, nós perdemos uma cachorrinha de 16 anos com câncer de mama. Então é muito importante a prevenção, porque eles já vivem tão pouco, e, a partir do momento que você tem um animal em casa pra cuidar e zelar, ele se torna da família mesmo”, disse Lau Santangelo.

A cachorra foi castrada no primeiro cio, e mesmo assim, os donos fizeram os exames preventivos neste ano.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 24 DE OUTUBRO DE 2015.

Deixe um Comentário