Adicionado por em 2015-04-13

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

por Ariane Bocamino

Bairro Jardim Holanda, para quem não conhece, fica próximo aos bairros Jardim das Palmeiras e Planalto, todos na zona oeste de Uberlândia. Considerado um bairro novo, o loteamento residencial foi aprovado pela Prefeitura no ano de 2010 e, atualmente, possui um comércio sólido e diversos condomínios sendo construídos no entorno.

A vizinhança, aos poucos, vai se conhecendo e o bairro vai ganhando identidade. É neste clima de novidade que encontramos um espaço de lazer ainda não muito conhecido pelos uberlandenses, o Clube Palmeiras. Foi ali que tivemos a possibilidade de conhecer um esporte considerado viciante pelos praticantes, o wakeboard.

WAKE-BOARD

Esporte é feito em uma prancha que desliza sobre a água (Foto: Marcos Ribeiro)

Nesta atividade, é necessário ter uma prancha com botas fixas, colete e capacete. O wakeboarder, praticante deste esporte, pode ter de 6 a 70 anos. Ao segurar um cabo motorizado, ele desliza sobre a água e curte uma experiência nova, que mistura equilíbrio e adrenalina.

Não é necessário ter uma lancha para praticar o esporte, que se popularizou devido à possibilidade de também ser feito com a ajuda de uma estrutura chamada de caple park – cabos motorizados suspensos no ar por duas torres. A velocidade em que a pessoa é puxada por estes cabos é definida por um controlador, que, com o controle remoto, é responsável pelo trajeto do praticante, sendo iniciante ou não.
“Quando você anda com a lancha te puxando, é diferente, porque a velocidade é maior e mais difícil de ser controlada. Já no cable, como é uma pessoa que controla, eu me sinto até mais seguro”, afirmou o universitário e wakeboarder Henrique Sampaio.

No Clube Palmeiras, aqui em Uberlândia, são duas torres e apenas uma pessoa por vez, mas a referência nacional para este esporte é o Naga Cable Park, em Jaguariúna, no interior paulista, onde foram instaladas cinco torres e podem praticar, ao mesmo tempo, dez pessoas.

Estrutura atrai pessoas de outros estados

O cable park de duas torres para a prática de wakeboard no Clube Palmeiras, no Jardim Holanda, zona oeste de Uberlândia, é o único em Minas Gerais, segundo o gerente da estrutura, Robson Carlos, que também é wakeboarder, praticante do esporte. Por isso, ainda de acordo com ele, atrai adeptos não somente do Triângulo Mineiro, como também de cidades de outros estados, entre elas, Itumbiara (GO).

Carlos afirmou, também, que ele tinha uma ideia inicial de montar uma estrutura maior deste esporte em Uberlândia, no Parque do Sabiá, mas esse projeto ainda está sendo amadurecido.

“Morei na França alguns anos e, lá, conheci o wakeboard. Mas no formato em que a estrutura possui mais torres, permitindo que mais gente ande de uma só vez. Desta forma, o lucro é maior, além de dar oportunidade para mais praticantes”, disse.

Wakeboard em Uberlândia

No Clube Palmeiras, de terça a quinta-feira, das 13h às 18h, e de sexta a domingo, das 10h às 18h. O clube funciona na alameda José de Oliveira, 1.111, bairro Jardim Holanda, zona oeste de Uberlândia. Telefone: (34) 9175-5456.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 11 DE ABRIL DE 2015.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Categoria:

Notícias

Deixe um Comentário