Adicionado por em 2016-10-17

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

talk-about-companies-with-heart-and-soul-1-638Por Celso Machado,

Com certeza é absolutamente normal que pessoas tenham comportamentos próprios. Estilos, temperamentos e posturas distintas. É natural de suas próprias essências.

A beleza do ser humano está exatamente nisso. Existir em cada pessoa traços que a fazem tão parecidas com tantos e ao mesmo tempo, outros que a tornam absolutamente originais.

Tem quem é mais moderado, comedido e age com muita prudência. Alguns até, de tão pacatos, acabam se tornando acomodados. Não escolhem caminhos, são levados pelas circunstâncias que a vida lhes apresenta.

Outros são guerreiros, literalmente vão à luta e estão sempre brigando por conquistas, por superações, por metas ousadas. Não se intimidam com nada, nem esmorecem diante dos desafios, por maiores e complicados que sejam.

Evidente que as pessoas que possuem este comportamento têm muito mais chance de serem bem sucedidas. Principalmente de se darem bem no aspecto econômico.

Até aí nada demais. A recompensa é sempre proporcional ao grau de risco e a ousadia de cada empreitada.

Assim como as pessoas, as empresas também são dotadas de semelhantes posturas. Talvez por isso se tornou corriqueiro no mundo corporativo dizer que empresa tem alma. Tem identidade. Tem estilo e personalidade. Tem cara. Reflexo do estilo de quem as criou ou dirige.

Isso é tão relevante que um dos maiores desafios no processo de sucessão é preservar a essência da organização, seu jeito de ser e agir, mesmo depois que o seu fundador não estiver mais no seu comando.

É a preservação, não das pessoas que são ou foram essenciais para sua existência, mas de suas ideias e ideais.

Muito bem, mas tanto para pessoas quanto para empresas, especialmente aquelas mais ambiciosas, é essencial não deixar que todo esse ímpeto e ousadia se transforme em ganância. Na adoção de práticas que visam grandes conquistas seja a que preço for. E por qualquer tipo de meio, massacrar e aniquilar seus concorrentes. Não respeitá-los e nem reconhecer que são eles que propiciam a disputa que é tão saudável para não permitir a estagnação e comodismo. Que são, simultaneamente adversários e colegas, porque lidam com o mesmo segmento. Ambos criam e desenvolvem mercados.

Quem é ganancioso vai muito além de querer mais para si, age para tomar tudo. Como se além de líder, seja dono exclusivo de onde atua.

Já convivi ao longo da minha trajetória, tanto pessoal quanto profissional, com gente e corporações assim. Não lhes basta o sucesso, precisam esmagar aqueles que disputam espaço com eles. Perseguem e discriminam.

Cansei de ver quem tendo mérito suficiente para ser reconhecido e premiado, não se satisfazer com isso. Precisavam e até gastavam tempo, esforços nisso, para mostrar as limitações dos outros.

Tinham energia de sobra para lutar e mostrar a força que dispunham para vencer, mas lhes faltava sensibilidade para compartilhar. Menos ainda para respeitar o espaço alheio.

Vi e convivi com grandes talentos, mas que eram pessoas mesquinhas. Muitas até tinham competência notável para ganhar dinheiro, mas nada sabiam de como usá-lo bem. Eram ricos no aspecto monetário e pobres no espiritual.

Nunca aprenderam o valor das coisas, simplesmente o preço. Porque ganhar ou perder faz parte do jogo. Mas agir com lealdade é que torna as disputas saudáveis. As vitórias merecedoras de comemoração.

Quando identifico pessoas assim ou também percebo empresas que adotam práticas predadoras, me afasto delas.

Para não ser contaminado. Para não ser avalista de suas atitudes. Para mostrar que o caminho da colaboração, da lealdade não é aquele que mata o concorrente, mas o que o respeita e o valoriza. Esse é que torna o sucesso merecido e reconhecido.

Também porque acredito, de verdade, que todo aquele que é ganancioso, antes de fazer mal aos outros, é um predador de si próprio.

Merecem o mesmo que fazem com os outros, desprezo.

 

Publicada originalmente no Jornal Correio de Uberlândia, em 15 de outubro de 2016

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário