Adicionado por em 2015-11-02

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

por Ariane Bocamino

A equipe do “De Bairro em Bairro” foi até o bairro Dom Almir perguntar aos moradores se eles sabem a origem do nome do local, localizado na zona leste de Uberlândia. Perguntamos ao morador João Batista Franco sobre o personagem Dom Almir e a resposta foi rápida: “A formação do bairro aqui aconteceu com a ajuda de voluntários da igreja e como o Dom Almir foi um padre muito querido, colocaram o nome dele aqui pro nosso bairro”, disse o pedreiro que mora no Dom Almir há mais de 20 anos.

Mas o comerciante João Batista Gomes, que também mora no local há 25 anos, disse que inicialmente o bairro foi nomeado de Dom Estevão. “Dom Estevão foi um outro sacerdote da diocese de Uberlândia que atuou entre as décadas de 80 até os anos 2000 mais ou menos, e ele era muito atuante também. Queriam colocar o nome dele no bairro, mas o Dom Almir na época de fundação do bairro, no final da década de 80, já era falecido e o Dom Estevão não, aí ficou o Dom Almir mesmo”, afirmou o dono de um estabelecimento comercial.

dom_almir

O bairro Dom Almir, na zona leste de Uberlândia, passou a se organizar a partir de 1991 com projeto de Desfavelamento (Foto: Celso Ribeiro)

A criação oficial do bairro ocorreu aproximadamente no fim da década de 80, contudo há controversas para afirmar uma data específica já que até hoje a documentação do bairro ainda não está totalmente concluída. Segundo a Prefeitura Municipal, a finalização do processo de legalização dos terrenos já ocupados por moradores ou comerciantes está em andamento.

No fim dos anos 80, começou uma forte pressão de populares a procura de uma habitação, eclodindo com a invasão e a constituição da favela de Dom Almir, inicialmente com 80 famílias. Mas em 1991, o assentamento passa a se organizar como bairro, por meio do projeto de Desfavelamento e Urbanização de Favelas, elaborado pelo Poder Público Municipal, dando origem ao bairro com o mesmo nome.

Religioso reunia em casas vários credos

Dom Almir Marques Ferreira nasceu em Patrocínio no ano de 1911. De família humilde, aos 16 anos ingressou no seminário em Uberaba e o concluiu em Belo Horizonte. Ele foi consagrado sacerdote em Uberlândia no ano de 1935 e atuou até o ano de sua morte, em 1984. Foi o primeiro bispo da Diocese de Uberlândia entre 1961 e 1978.

Muito carismático e atuante, Dom Almir foi um dos sacerdotes que começou a trabalhar na diocese de Uberlândia após a fundação desta no ano de 1961. “Foi um grande desafio pra ele, porque era o início da Diocese, mas ele era muito querido, muito engajado e aos poucos foi desenvolvendo os projetos” disse Ozório Marques, sobrinho do sacerdote.

Muito envolvido em causas sociais, Dom Almir foi um dos criadores do bem sucedido “Diálogo Conjugal” que acontece até hoje por meio da comunidade do Santuário de Nossa Senhora Aparecida; o projeto tem o objetivo de auxiliar casais embasando-os nos valores familiares

É considerado um sacerdote que respeitava muitas outras religiões e se importava mais com o bem do próximo, independentemente do credo. “Ele era muito ecumênico. Eu me lembro em reuniões na casa dele que o Chico Xavier participava, além de membros da comunidade presbiteriana, pastores e seus seguidores evangélicos, entre outros representantes”, disse o sobrinho.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 31 DE OUTUBRO DE 2015.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário