Adicionado por em 2016-04-11

MINI-CapaAlmanaque10Oscar Virgílio, Edmar Ferretti, Geraldo Queiroz, Rolando Rodrigues e Darlan Rosa. Uberlandenses e uberlandinos de renome, que ajudaram a escrever as páginas da história da cidade. Esses são alguns dos personagens homenageados na décima edição do Almanaque Uberlândia de Ontem e Sempre, lançado no dia 5 de abril, no Espaço Cultural Fogão de Minas.

Editado desde 2011, a cada edição o Almanaque faz uma homenagem a pessoas que escrevem a história de Uberlândia, em campos distintos como o mundo das artes, do direito, da educação, do poder público. Traz também matérias sobre lugares, pessoas e acontecimentos registrados na memória de seus entrevistados.

Nessa décima edição, um dos principais homenageados é o advogado e historiador Oscar Virgílio, que colabora com a revista desde sua criação. Ele fala sobre sua contribuição para o desenvolvimento da cidade, como procurador do município em diferentes gestões municipais. Fala também sobre seu trabalho de historiador e a importância do resgate da história local.

Outro personagem de destaque é o artista Geraldo Queiroz, cujo centenário se comemora em 2016. Artista autodidata, ele foi responsável pelos principais mosaicos artísticos construídos na cidade, alguns deles tombados pelo Patrimônio Histórico Municipal. Chegou a ter uma escola de arte, onde ensinava desenho gratuitamente para crianças. Pertenceu aos quadros do Partido Comunista Brasileiro.

Darlan Rosa, criador do personagem “Zé Gotinha”, é outro artista que ganha destaque nas páginas do Almanaque. Um de seus primeiros empregos, em Uberlândia, foi como ilustrador na antiga TV Triângulo, onde desenhava cenários para os diferentes programas da casa. Tempos depois, já fazia parte da programação, ilustrando histórias infantis apresentadas por Ana Maria. Atualmente, Darlan expõe suas obras no Brasil e no exterior.

Além das homenagens, o Almanaque traz histórias de lugares e eventos da cidade. Uma das matérias resgata a construção da Praça Sérgio Pacheco, cujo projeto original, desenvolvido pelo paisagista Burle Marx, foi desvirtuado devido a rivalidades políticas. Os eventos promovidos pelo Sindicato Rural de Uberlândia também ganharam uma matéria, que resgata o tempo das famosas exposições agropecuárias.

O Almanaque Uberlândia de Ontem e Sempre é um projeto cultural que conta com incentivo da Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com patrocínio da Algar. Proposto por Paulo Henrique Petri, ele é editado por Celso Machado e conta com colaboradores como Núbia Mota, Carlos Guimarães Coelho, Oscar Virgílio e Antônio Pereira. O projeto gráfico é de Antônio Seara.

Deixe um Comentário