Adicionado por em 2015-07-13

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

por Ariane Bocamino

Ela trabalhou até os 42 anos no Banco do Brasil, mas depois resolveu se dedicar às suas paixões: linha, tecido, máquina de costura, retalhos etc, ou seja, o artesanato. Sônia Medeiros Vasconcelos nasceu no Estado da Paraíba, mas veio para Uberlândia em 1974 devido a seu antigo relacionamento e por aqui ficou e se apaixonou: “Eu não me sinto estrangeira em Uberlândia. Ao contrário do que muita gente pensa e fala, a cidade acolhe também os que não são seus. E eu fui muito acolhida aqui. Escolhi o bairro Saraiva porque adorei esse ‘pedaço’, acima do antigo córrego”, afirmou a artesã.

Porém, além de mudar de vida e iniciar uma nova forma de trabalho, a nordestina queria também agradecer à cidade de Uberlândia por tê-la recebido de forma tão calorosa: “Com esse intuito de ajudar não somente a cidade, mas as pessoas daqui também, foi fundado, em 2007, em parceria com a UFU, o Projeto “Sinhá Recicla” que transforma a vida de muitas mulheres com a arte”, disse a coordenadora do projeto.

De-bairro-em-bairro (1)

Sônia Medeiros adotou Uberlândia, que adotou Sônia Medeiros, que fez do artesanato fonte de renda para muitas mulheres (Foto: Cleiton Borges)

O projeto coordenado por Sônia tem 15 núcleos de produção de artesanato espalhados pelos bairros da cidade. Em cada ponto, uma artesã é responsável por fabricar o seu produto próprio. São bonecas de pano, colares, espírito santo de madeira, entre outras variedades, que não somente contribuem para a renda destas mulheres como também para a autoestima, para o estilo de vida delas. Um diferencial do projeto é a sustentabilidade, o material usado pelas artesãs são sobras de materiais já utilizados, como retalhos de pano, paletes de madeira entre outros

“Apesar dos núcleos espalhados pela cidade, nós trabalhamos umas pelas outras. Por exemplo, quando uma de nós vai expor em algum local, levamos os produtos de todos os núcleos, é um trabalho coletivo”, afirmou a nordestina.

Sônia afirma que nem sempre é necessário fazer um curso superior para que as pessoas consigam fazer e vender seus produtos a partir do talento para a arte, mas é necessário incentivar o coletivo, unir as pessoas em prol destas causas sociais.

Nordestina é filha de negro com branca

Além do engajamento com o projeto Sinhá Recicla, Sônia Medeiros também atua no que se refere ao preconceito racial. Com pai negro e mãe loira, e apesar de ter a pele clara e olhos azuis, a artesã se preocupa com a questão por se considerar também negra devido a sua origem, suas raízes. “Eu via algumas mulheres negras, bem de situação, que ganhavam seus bebês e, na maternidade, entregavam como lembrancinha de nascimento bonecos e bonecas brancas, com um bebê negro no berço, e aquilo me incomodava. Aí, eu decidi começar a fazer bonecas pretas, fiz muitas e faço até hoje”, afirmou a bonequeira.

As bonecas pretas citadas por Sônia são feitas com retalhos de pano e lã e não é necessário usar máquina de costura, os tecidos são amarrados e montados de uma forma simples que facilita para a artesã e que também remetem ao estilo de roupa usado pelas mulheres na África.

Projeto trabalha ainda o ambiental

As mulheres que participam do projeto Sinhá Recicla são talentosas. Há muita habilidade manual e dedicação envolvida no trabalho. No entanto, por que usar apenas aqueles materiais que estavam sendo descartados por empresas da cidade?

“Estamos em cima do aquífero Guarani e não podemos ignorar a necessidade de cuidar das nossas águas, do nosso solo, do meio ambiente. O tecido que aproveitamos é para evitar que ele vá parar na natureza, prejudicada. Com isso, transformamos o que para muitos é luxo em arte”, disse a empreendedora social Sônia Medeiros.

Todos os produtos que o Sinhá Recicla produz são de muita qualidade e retratam aspectos do Cerrado e do interior de Minas Gerais; é quase imperceptível saber que o material ali usado seria jogado fora.

PUBLICADO NO CORREIO DE UBERLÂNDIA EM 11 DE JULHO DE 2015.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe um Comentário